Notícias da Flamma

Voltar

Ficar no campo, hoje em dia, exige estudar, diz sucessor

10.11.2021

A antiga premissa de que um filho de produtor rural que não quisesse estudar só restava, mesmo, continuar na roça, já não vale mais. Hoje em dia, para ter sucesso na atividade rural se faz necessário, no mínimo, cursar uma boa faculdade.

A comparação dos desafios a que está sujeito um produtor atualmente foi lembrada na segunda-feira (27/9) no primeiro dia de viagem do Rally Cocamar de Produtividade, Safra 2021/22. O jovem Danilo Bordini, 32 anos, de Cambé, município da região de Londrina, conduz 266 hectares em terras próprias e arrendadas em companhia do pai, onde produzem soja e milho.

Mesmo com formação em medicina-veterinária, há cinco anos Danilo reprogramou sua vida ao decidir trabalhar com o pai Rene, de 67. A estratégia utilizada por ambos, a partir de então, foi conduzir os negócios de forma empresarial. “Não há espaço para amadores”, afirma o filho. “O campo atrai os jovens, hoje em dia, pelas oportunidades de ganhos que oferece e também por lidar com tecnologias de ponta”, diz Danilo.

Segundo ele, um jovem bem preparado não pensa duas vezes em trocar a cidade pelo meio rural e ajudar a cuidar do negócio familiar. No passado, isto seria impensável.

Trabalhando com as melhores técnicas, pai e filho procuram comprar os insumos com bastante antecipação, a fim de garantir preços mais em conta e aliviar os custos. E, nem tendo iniciada ainda a semeadura da safra 2021/22, os dois já estão pensando na aquisição dos insumos para a temporada seguinte, 2022/23.

De acordo com Danilo, é preciso fazer uma boa seleção de variedades de soja, como também a escolha dos pacotes tecnológicos adequados – um trabalho em que contam com a orientação dos técnicos da Cocamar.

Se o tempo for favorável, a projeção para esta safra é de uma produtividade ao redor de 70 sacas por hectare – 170 na medida em alqueire, ficando praticamente dentro do que eles vêm alcançando nos últimos anos.

A respeito do relacionamento com o pai – conflitos entre gerações são um dos fatores que dificultam a sucessão familiar -, ele brinca: “Às vezes a gente briga, discute, mas como bons descendentes de italianos, no final do dia está tudo em paz”. Segundo Danilo, o pai foi sempre receptivo a novas tecnologias e aceita com tranquilidade as sugestões feitas por ele.


Sobre o Rally

A 7ª edição do Rally Cocamar de Produtividade conta com o patrocínio das seguintes empresas: Fairfax do Brasil – Seguros Corporativos, Fertilizantes Viridian, Basf, Sicredi União PR/SP e Zacarias Chevrolet (ouro), Cocamar Máquinas Concessionária John Deere, Texaco Lubrificantes, Estratégia Ambiental e Irrigação Cocamar (prata). Apoiam a iniciativa: Comitê Estratégico Soja Brasil (Cesb), Aprosoja/PR e Unicampo.